8 motivos para você visitar Foz do Iguaçu

Se você me segue nas redes sociais, principalmente no Facebook, sabe que estive em Foz do Iguaçu dos dias 15 ao dia 18 de outubro e, por óbvio, que gostei.

Sou de Curitiba, cidade longe de Foz, apesar de ser no mesmo estado, mas já pude visitar aquela cidade em duas oportunidades. Nas duas, fui apenas para visitar o Paraguai, passeio que não fiz desta vez, justamente por ter curtido MUITO Foz, graças a Loumar, empresa de turismo que me proporcionou muito conforto e alegria.

Fiquei hospedado no Hotel Bella Italia, lugar que recomendo por ser de extrema qualidade, por ter um valor acessível, mesmo sendo muito elegante e ficar perto do único shopping da cidade, vantagem muito boa para quem gosta de um fast food ou até mesmo para cambiar.

1 . CityTour no ônibus vermelho

vermelho

Eu não dava muito pra esse passeio, confesso. Subir num ônibus e olhar pontos turísticos não parece muito divertido pra mim, mas fui surpreendido positivamente. O guia do passeio é hilário, fala as curiosidades da cidade de uma forma extremamente engraçada, deixando o passeio ainda mais leve e divertido. Você dificilmente vai conter o riso ao ouvir a história das bolas do prefeito.

Há algumas paradas e nelas você poderá conhecer alguns pontos turísticos muito bonitos, como as fronteiras entre Argentina, Brasil e Paraguai e também alguns lugares religiosos, como uma bela Mesquita e um Templo Budista.

2 . Várias etnias vivendo em harmonia

Mesquita Árabe de Foz impressiona pela sintuosidade arquitetonica. Foto- Divulgação instituto Polo Iguaçu.

Mesquita Árabe de Foz impressiona pela sintuosidade arquitetonica. Foto- Divulgação instituto Polo Iguaçu.

Já no CityTour, você recebe informações de que a cidade conta com uma comunidade muçulmana muito grande, a segunda maior do Brasil, perdendo apenas para São Paulo. Além deles, há também colônias chinesas, a avalanche de turistas europeus e americanos, e também os paraguaios e argentinos da região.

A educação toma conta da cidade por causa disso e percebi também que há uma tranquilidade muito grande entre as pessoas, mesmo elas sendo muito diferentes.

3 . As Cataratas

Cataratas

Visitei as Cataratas do Iguaçu com um transfer da Loumar, eles nos pegaram no hotel e nos “entregaram” lá no Parque Nacional do Iguaçu. Eu e minha namorada fizemos o passeio standard, onde vamos dentro de um ônibus panorâmico olhando a paisagem. Meu amigo, quando as cataratas apareceram, eu lembrei da exata sensação de ter visto a praia pela primeira vez. Foi mágico de verdade e é colossal demais! Quem me segue no Snapchat, que é @omachoalpha também, viu o quanto fiquei impressionado e, de certa forma, emocionado com aquilo.

4 . A Usina Hidrelétrica de Itaipu

Calhas do vertedouro da Usina de Itaipu - 16.02.07

Calhas do vertedouro da Usina de Itaipu – 16.02.07

A visita à Usina Hidrelétrica de Itaipu se deu de forma similar às Cataratas. Fomos deixados pela van da Loumar e pegamos o ingresso na bilheteria. Mais uma vez, fizemos um passeio num ônibus panorâmico e o que vimos foi impressionante. A usina é mastodôntica e tivemos a sorte de poder ver uma das comportas de vazão da água do vertedouro do lago aberta por causa das chuvas recebidas pela cidade recentemente. Para você ter uma noção, a quantidade de água que escorre ali é 40 vezes maior que  o que cai nas Cataratas. Aprendi isso com o guia João, gente boa demais que fala umas mil línguas diferentes.

5 . Os bares da cidade

bares

esse sou eu feliz com um chope de UM LITRO fantástico

Não fui para o Paraguai, nem para a Argentina. Não fui para o Paraguai pois já fiz compras lá e sei como funciona, é bem louco e se eu precisasse, seria levado pelo serviço leva e traz da Loumar. Vale a pena para quem quer fazer compras. Para a Argentina eu não fui por que o hotel era muito bom e eu preferi ficar lá de várzea do que ir para o shopping cambiar, pode me chamar de preguiçoso.

Me falaram que beber na Argentina é absurdo de barato, mas Foz já dá um baile de honestidade nos bares de Curitiba e Sampa. Na sexta-feira bebi torres de chope de 2 litros, por 20 reais cada, valor que considerei honesto. No dia seguinte fui num bar café chamado Bad Ass e novamente achei que bebi por um preço justo, um chope de 1 litro estava custando 15 reais. Deu pra sair trançando as pernas, que bom que eu estava de carona com amigos.

6 . Visita ao Parque das Aves

parque das aves

são raros os lugares em que você pode tirar uma selfie com uma arara te ignorando

De todos os rolês, um dos mais românticos, então, se você tem uma namoradinha, o faça! O Parque das Aves é um lugar maneiro, pois (pelo que me informaram) todas as aves são fruto de apreensão, ou seja, aves que teriam um fim trágico, podem viver num santuário bonito e com mata “infinita” livre para elas curtirem. O local é imenso e conta com uma trilha intuitiva para você seguir, recomendo muito!

7 . Noite Italiana

queijos

deixei esta foto grande por que quero FRISAR: SIM, VOCÊ PODE COMER TODOS ESSES QUEIJOS AÍ

A noite italiana é um jantar temático que acontece dentro do Hotel Bella Italia. Cara, acho que foi o lugar que mais vi queijos por metro quadrado na minha vida! Existe um bufê com saladas muito variado, um rodízio de massas incrível, sobremesas fantásticas, MAS BICHO, A MESA DE QUEIJOS É UM SHOW À PARTE! Além dos queijos, há uma numeração neles para que você leia um pouco mais sobre sua história num painel no centro da mesa.

8 . As pessoas

amigos

Pode soar piegas, mas as pessoas são extremamente solícitas naquela cidade, talvez por boa parte da economia dali ser baseada em turismo, ou seja, as pessoas parecem ser muito acostumadas a terem forasteiros lhes visitando. Me senti muito acolhido.


 

 

 

Pretendo voltar a Foz para fazer passeios que não fiz, como o Macuco Safári e visitar o zoológico local, além de conhecer alguns bares ali na Argentina. Espero que seja em breve e encontre você que está lendo por lá, para podermos beber algumas juntos. 😉