Reserva de emergência, entenda o que é e como cuidar da sua

Você já ouviu falar em reserva de emergência? Se nunca ouviu falar, vai ler sobre ela agora e entender porquê é interessante ter uma para não prejudicar os seus investimentos.

É comum que as pessoas que entrem na renda variável percam tudo lá por não estarem com as contas em dia. Gente que compra R$1.000,00 em ativos voláteis, se veem necessitados desse dinheiro e, quando percebem, por conta de uma queda no mercado, precisam realizar um prejuízo de R$900,00 ou até menos.

reserva de emergência

Julius Rock, um dos caras que mais guardou dinheiro da história da humanidade

Muita gente já passou ou conhece alguém que passou por isso e essa situação machuca muito o investidor, é uma verdadeira facada no ego de qualquer um.

Para isso, é importante guardar uma parte do dinheiro que você produz numa reserva de emergência, afinal, se uma crise apertar, é de lá que você vai tirar enquanto ganha fôlego para continuar investindo em ativos voláteis.

É fato que o primeiro lugar em que você precisa investir é em você e em como ganhar mais dinheiro, pois assim você consegue guardar mais e investir mais, então, vou pular esta parte e trabalhar apenas com possíveis porcentagens para guardar.

Lembrando que nada do que estiver aqui é dica de compra de ativos, é apenas um exemplo usado para explicar como guardar dinheiro pode te ajudar.

Guardar dinheiro é essencial

Muitas pessoas se perguntam como fazer para guardar dinheiro e, mesmo assim, ainda ter uma vida social.

A melhor forma é da mesma forma que as coisas mais importantes da vida funcionam, devagar e de forma recorrente.

Se você recebe um salário mensal de X, guarde a quantia que puder disso, seja 5%, 10% ou acima de 20%, valor reservado a pessoas que moram com os pais ou que tem vida financeira mais abastada.

Que seja 1%, mas crie o HÁBITO DE GUARDAR.

Se você tem isso como hábito, saberá como se comportar ganhando muito dinheiro ou pouco dinheiro.

No dia que você receber o seu salário ou pelo serviço que praticar, transfira imediatamente a porcentagem escolhida para uma conta à parte.

Por exemplo, se você é um profissional liberal que recebeu R$100,00 por um serviço prestado, transfira R$10,00 para uma outra conta que não a sua conta corrente.

O mesmo vale para salários cheios no mês, corte na fonte, assim como é feito com o seu INSS pelo seu patrão.

Fez um serviço a mais? Ao invés de gastar, guarde.

Trabalhando as reservas

Quando se fala em investimentos, é importante trabalhar de forma anualizada e não mensalmente ou semanalmente.

Teste guardar parte do seu dinheiro por um ou dois anos, você encontrará prazer nisso.

Uma pessoa que guardou R$100,00 ao mês ao longo de um ano terá R$1200,00 ao final deste ano e ainda terá uns quebrados a mais se investir numa renda fixa. É pouco e não resolve sua vida? É, mas é mais do que se você decidir por gastar essa grana o ano inteiro.

Como a reserva de oportunidade e a reserva de emergência são diferentes, tente usar bancos diferentes para isso e os bancos digitais são ideais para este manejamento.

O Nubank, por exemplo, possui um pequeno rendimento do CDI na própria conta corrente e pode ser usado como reserva de emergência, uma vez que você pode precisar do dinheiro na hora e a qualquer momento.

Assim como o Nubank, o Banco Inter também possui investimentos de renda fixa, porém, se o seu dinheiro estiver lá num final de semana ou feriado, será difícil resgatar. Melhor usar como reserva de oportunidade, quando você vê um bom negócio passando na sua frente e quer aproveitar, afinal, a conta corrente deles não rende nada.

Se você decidiu guardar 50% em reserva de emergência e 50% em reserva de oportunidade, é possível colocar R$100,00 num mês na reserva de oportunidade e R$100,00 no outro mesmo na reserva de emergência.

Entrando na renda variável

Ao longo de uns 2 anos, com esta pequena reserva, você pode ir começando a colocar o pé na renda variável. Sim, é igual colocar o pezinho na água gelada.

No primeiro mês você coloca os R$100,00 na reserva de oportunidade, no segundo mês você coloca os R$100,00 na reserva de emergência e no terceiro, você finalmente compra suas primeiras ações.

Com R$2.600,00 guardado naquele momento, você vai ficar tranquilo em ver a sua renda variável subindo e descendo.

Tente não pesar a mão já neste ano.

No ano seguinte, caso se sinta confortável, aí sim use um mês para renda variável e outro para renda fixa.

R$100,00 ao mês não irá te deixar rico, eu não vou te iludir, mas vai te ensinar a guardar, que é onde a maioria das pessoas pecam.

Conclusão

Especialistas dos mais variados costumam dizer que é interessante ter uma reserva de emergência de 6 salários iguais ao seu salário atual, fazendo com que você possa passar 6 meses sem emprego e, ainda assim, não mexer nos seus investimentos.

Quem decide isso é você, então, nada impede que você decida diminuir para 3 meses ou aumentar para 9, mas o importante é que você nunca viva sem uma reserva de emergência e, se possível, com uma de oportunidade.

Isso fará com que seus investimentos permaneçam sadios e intactos por mais tempo, dando tempo para os juros compostos trabalharem a seu favor.