A importância de visitar amigos no velório dos seus entes queridos

Na vida nós temos apenas duas certezas, uma é a de que o Robben corta pra esquerda e a outra é a morte.

Estimasse que mais de um milhão de pessoas morram por ano no Brasil, portanto, é bem provável que em algum momento, uma dessas pessoas seja próxima a você ou a alguém que você conhece.

Dos momentos difíceis da vida, talvez a morte de um ente querido seja o mais duro deles, afinal, o velório, seja de qual religião for, será a última vez que os parentes verão o corpo do falecido.

Por este motivo, esteja sempre preparado para ir em um velório.

velório

Velórios costumam ter esta pompa apenas em filmes e mortes de famosos, você não precisa ir de terno num velório, apenas usar uma roupa pouco extravagante

Eu sei que é muito mais fácil ir em aniversários e normalmente vamos em muitos deles todos os anos, mas seu amigo, amiga ou familiar te dará muito mais valor se você estiver com eles na hora mais dura de suas vidas.

Você não precisa passar todas as horas do velório junto de quem você estima, mas dar uma breve passada no local para evidenciar o seu pesar ajudará muito a dividir o fardo que aquela morte traz por, pelo menos, alguns meses e, provavelmente, anos.

Tenha cuidado com as palavras neste momento, muitas delas podem gerar uma tristeza maior em quem fica, prefira usar palavras de esperança e fé. Conheça minimamente a religião do seu amigo e até mesmo do falecido, evidenciando os benefícios de ter seguido aquele caminho religioso.

Não pregue a sua religião, não é o momento adequado, mas se for falar, mostre apenas os benefícios que o falecido teria mesmo se não tivesse seguido o mesmo caminho religioso que o seu.

No caso da fé Católica ou Evangélica, evidencie a crença na ressurreição, que consiste em ter uma vida literal após a morte terrena. Se a pessoa seguia o Espiritismo, falar das coisas boas que a pessoa fez pode fazer quem ficou ficar tranquilo, imaginando que a reencarnação será mais tranquila para quem ela ama.

Muitas pessoas têm verdadeiro pavor de velórios e enterros e isso é completamente normal em um nível patológico, mas se você é completamente são e adulto, enfrentar um pouco de dor e sofrimento com quem você gosta poderá te edificar muito.

Evitar estes momentos extremos te infantiliza e dificulta a sua vida na hora de tomar decisões importantes.