A “vovó gata” de 64 anos que mostra que nem tudo na Argentina é ruim

Graciela Ines Alfano Casanova é o nome da “vovó gata” de 64 anos que prova que nem tudo na Argentina é tão ruim quanto imaginamos.

vovó gata