2017 é o ano para você começar a ignorar manchetes inúteis

Você já parou pra pensar porque o seu jornal preferido não para de fazer matérias com conteúdo completamente retardado, nonsense e fantasioso?

O motivo é mais simples do que você imagina, eles ganham dinheiro com o seu descontentamento.

Veja os exemplos abaixo:

como se um cara que dirige bêbado fosse respeitar limite de velocidade

A ideia nesta aqui provavelmente é gerar o ódio da população por policiais militares. Pra quê?

Meia dúzia de pessoas protestando contra um prefeito geram uma manchete

O que os três exemplos acima têm em comum? Todos são caça cliques, os famosos “clickbaits“. A ideia é que a manchete seja tão absurda que o leitor sinta-se tentado a clicar, dar RT para passar raiva, curtir com carinha de ódio no caso do Facebook ou responder o perfil jornalístico com a realidade.

Não faça isso, é o que eles querem. A melhor forma de se livrar desse tipo de câncer é da seguinte forma:

Deixe de seguir no Twittermanchetes

E descurta as páginas desses veículos no Facebook

Já faz algum tempo que os grandes portais decidiram que não vão mais fazer jornalismo, mas sim conseguir acessos.

Caso você não saiba, ter bons acessos é uma das melhores formas de se ganhar dinheiro na internet e isso faz diferença para jornais como Folha, Estadão, G1 e afins.

Falo isso com propriedade, afinal, tenho este site há quase 7 anos. A diferença entre eu e essa galera é que evito ao máximo o clickbait. Ganha um pouco menos, mas mantém o respeito dos clientes fiéis.

Com o advento do acesso pelo acesso para conquistar cada vez mais grana, o bom jornalista foi esquecido e o jornalista que consegue acessos é o que leva os louros da glória e também o emprego.

Para essas pessoas, pouco importa se algo é real, faz sentido ou é lógico, se aquilo vai gerar acessos, eles vão noticiar.

É aqui que entra você, o cliente. A reação de uma pessoa que odeia esses jornais é perfeita, eles geram acesso compartilhando seu conteúdo, mesmo discordando, fazem os jornais serem falados e espalham suas notícias falsas pelas redes sociais.

O que você acha de parar com isso?

Passe a compartilhar outras mídias, as que tenham compromisso com a verdade, que pensam como você pensa e que possuem alguma lógica em suas linhas editoriais.

É nosso dever destruir esse leviatã midiático que foi criado com a indústria do ódio que são os jornais atuais e só conseguiremos fazer isso quando não mais consumirmos o lixo que eles produzem.