Juiz do Piauí determina suspensão do Whatsapp no Brasil

A suspensão do Whatsapp no Brasil foi determinada por conta de de uma investigação de crimes de pedofilia, segundo a secretaria de segurança do estado.

suspensão do WhatsappLuiz Moura Correia é o nome do juiz de Teresina que determinou que o serviço seja interrompido pelas operadoras de telefonia brasileiras, “até o cumprimento de ordem judicial”, afirmou.

O motivo da suspensão do Whatsapp ainda é uma incógnita, uma vez que, segundo o juiz, a ação tramita em segredo de justiça. Já a Secretaria estadual de Segurança Pública do Piauí informou que o motivo da suspensão foi que a fornecedora do aplicativo não tirou de circulação imagens de crianças e adolescentes sendo exploradas sexualmente, imagens estas que são objeto de investigação da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente de Teresina, segundo o órgão, os processos que levaram a determinação da suspensão do Whatsapp começaram 2 anos atrás, em 2013.

O delegado Éverton Ferreira de Almeida Férrer, do núcleo de inteligência da secretaria informou as operadoras de telefonia no dia 19 de fevereiro, mas a decisão foi tomada no dia 11 de fevereiro de 2015. O prazo dado para a suspensão do Whatsapp é de 24 horas e atinge os seguintes domínios: whatsapp.net e whatsapp.com . As companhias estariam recorrendo da decisão.

suspensão do Whatsapp

texto que determina a suspensão do Whatsapp no Brasil

Os representantes do Whatsapp, que pertence ao Facebook, não se manifestaram sobre o caso. O Facebook sinalizou que não se manifestará sobre o assunto.

“Suspenda temporariamente até o cumprimento da ordem judicial , em todo território nacional, em caráter de urgência no prazo de 24 horas após o recebimento, o acesso através dos serviços da empresa aos domínios whatsapp.net e whatsapp.com, bem como todos os seus subdomínios e todos os outros domínios que contenham whatsapp.net e whatsapp.com em seus nomes e ainda todos números de IP (Internet Protocol) vinculados aos domínios já acima citados”, determinou o juiz Luiz Moura Correia.

Em sua sentença, o juiz Luiz Moura determina que as empresas de telefonia devem suspender todo o tráfego de informações produzido pelos usuários e pelos servidores do aplicativo, um dos mais utilizados no Brasil e utilizado por mais de 600 milhões de pessoas em todo o mundo.

Apesar de a intenção ser nobre, a suspensão do Whatsapp mais parece uma daquelas decisões baseadas em achismo, onde o juiz determina a paralisação de algo por conta de casos isolados. Em uma comparação simples, seria como determinar o fim dos jogos de futebol para que as brigas em estádios acabassem.

E você, o que achou da decisão do juiz do Piauí? Vai ficar triste por não trocar mais aquelas piadinhas ou aquelas sacanagens com a galera do “Zap zap”?