Me segue?

Poucos inocentes pedidos tem dado tantos calafrios, criado inimizades e climões nos usuários de redes sociais quanto o curto e grosso “me segue?” no Twitter.

Em geral, ao conhecer o Twitter pela primeira vez, as pessoas levam a sério a frase “what are you doing” e começam a descrever o seu dia na ferramenta, dizem que almoçaram, que foram ao banheiro, que estão saindo, que tossiram, etc. Não que isso não seja recorrente na timeline, mas não é o maior objetivo do mesmo, o Twitter se tornou mais do que isso, tornou-se uma ferramenta para você se manter conectado ao que se interessa, uma fonte poderosa de informação. Não à toa a morte de Osama Bin Laden foi descoberta por centenas de milhares de pessoas primeiro pelo Twitter e só depois em mídias comuns como a televisão.

O Twitter funciona da seguinte forma, você clica em follow quando se interessa por um perfil, seja ele pessoal, de empresa ou de informações das mais variadas. Quando você faz isso está “assinando” a página do perfil e começará a receber atualizações do status da pessoa na sua timeline, ou seja, apenas você lerá e conviverá com a sua timeline. Só você saberá as dores e os prazeres de seguir ou não alguém. O Twitter se diferencia do orkut, Facebook e outras redes sociais pois você não é “amigo” da pessoa que segue, ela tem o direito de não lhe seguir, e isso não é o fim do mundo. As vezes você não se interessa pelo conteúdo gerado pelos seus amigos e vice-versa.

O mais legal desta ferramenta é você poder moldá-la ao seu dia-a-dia e às suas expectativas e seguir apenas quem lhe traz informações importantes ou que você tem um interesse real em interagir.

Não crie climões desnecessários se alguém te der unfollow ou não querer te seguir pois só ela sabe o motivo pelo qual não lhe segue, aliás, NUNCA pergunte a alguém se ela pode te seguir, uma das duas alternativas abaixo acontecerá:

1 . Ele te seguirá mesmo te achando chato, desinteressante, etc. só pra te deixar feliz, mas acabará tendo mais raiva ainda cada vez que vir sua foto na timeline.

2 . Ele não te seguirá e logo em seguida virá um “climão manero” bem gostoso para vocês saborearem juntos.

Não se cobra followback, nem se cobra o motivo pelo qual alguém te deu unfollow, por um simples motivo, cada um lê a própria timeline e cada um deve reservar-se o direito de receber ou não o seu conteúdo.

Agora depende de você, você prefere ser lembrado como alguém chato que obrigou alguém a te seguir ou como alguém que entende que apenas não tinha um conteúdo adequado a alguém que você gosta?

E você que estava receoso de dar aquele unfollow gostoso, liberte-se, abra o seu Twitter e pare de seguir todas as pessoas que você não gosta de ver na sua timeline, se a pessoa não gostar, envie este texto para ela e torça para que ela seja compreensiva e inteligente como você.

3 comentários

Leave a reply