Curtidas em massa no Facebook não são sinônimo de sucesso

Muitas pessoas quantificam o sucesso de alguém na internet pela quantidade de curtidas que essa pessoa tem em uma postagem em alguma rede social. Fica bem óbvio que esse julgamento é errado se você for minimamente coerente, mas não é como a maioria das pessoas na internet tem se comportado.

Trabalho com internet há quase 6 anos e é gratificante, divertido e cansativo como qualquer outro trabalho. É muito bom quando colhemos os frutos, o problema de hoje em dia é que as pessoas estão se contentando com qualquer fruto podre e com qualquer tipo de audiência.

sucessoNeste último domingo, 15, vi um post bastante bizarro, pra não dizer aterrador, no Facebook. Um rapaz postou fotos de cortes que ele fez nos próprios braços, afirmando que eram de um mês atrás e que os próximos seriam para causar a sua própria morte. Eram prints da rede social Snapchat.

A postagem tinha uma hora e quase 400 curtidas, um bom número para qualquer postagem e que provavelmente o levou a ganhar muitos seguidores no Snapchat, que o endereço ficava fixo no seu perfil do Facebook, mas a que custo?

Sou honesto com vocês, nem todos os trabalhos que acreditei que dariam certo, deram certo, nem tudo o que fiz na internet explodiu, mas se você me perguntasse se eu trocaria esses fracassos por algumas dessas bizarrices que chamam de sucesso, eu seria enfático em dizer que não.

As curtidas eram apenas o termômetro que mostravam o alcance do post, os comentários eram os mais variados, desde as pessoas preocupadas com a saúde dele, até os que incentivavam que ele desse cabo da própria vida, era como se ele estivesse em um precipício e as pessoas lá embaixo divergissem do que queriam que ele fizesse, um Big Brother macabro.

Ao ver isso, vários jovens vaidosos e carentes de atenção estão seguindo o mesmo rumo em troca de likes, mutilando o próprio corpo, fazendo falsa comunicação de crimes e até declarando posições políticas que se provaram não funcionar em lugar algum no mundo. Tudo isso por códigos vazios que não preenchem ninguém com felicidade.

Antes de se achar importante por ter muita audiência no Facebook ou em qualquer outra rede social, certifique-se de que a sua sanidade está perfeita, as curtidas podem não ser aplausos, mas apenas a comemoração por sua morte lenta.