Professora aumentava a nota de aluno com quem transava

Uma professora chamada Kalyn Thompson, 25, aumentava as notas de um aluno de 17, com quem transava

transavaA professora dava aulas de inglês e lecionava na Kellyville High School, em Oklahoma, nos Estados Unidos.

Ele estudava no ensino médio do colégio, tinha 17 anos e afirmou ter feito sexo duas vezes com a professora, uma próximo a um lago e outra mais convencional, em um motel.

O aluno, que não era dos melhores, começou a receber notas altas da professora que estava dando aula a pouco tempo ali, menos de um ano. Investigadores descobriram que tudo começou quando os dois começaram a trocar mensagens e o resto foi descrito ali em cima, lago, motel, provável tainha, vinho e muito sexo.

Naquele estado, sexo consentido pode ser praticado a partir dos 16 anos, mas dadas as circunstâncias da fraude nas notas e a posição da professora, foi configurado o crime.

A confusão começou quando a mãe do aluno descobriu a troca de mensagens entre seu filho e a professora. Ela pediu para a professora parar de procurar o seu filho e avisou as autoridades. Depois disso, alunos apresentaram fotos que foram tiradas da professora entrando dentro do carro do rapaz.

foto da professora presa

foto da professora presa

A professora foi punida com um ano de cadeia por causa da transgressão.

O caso lembra de outro caso, o da professora Brianne, de Utah, que também transava com alunos. Relembre:


“Isso vai persegui-la pelo resto da sua carreira”, disse Chrissie Underwood, responsável pelo caso. “Ela provavelmente não continuará sendo professora depois disso.”, concluiu.

Brianne é de Utah, nos Estados Unidos, e cometeu um ato libidinoso com menores de idade, por isso que acabou indo pro xilindró. Os 3 jovens que a justiça julgou estarem traumatizados com a situação têm entre 16 e 17 anos de idade. A informação é do Daily Mail.


E você, o que pensa desses casos de professoras que transam com alunos?